menu superior

Tapioca: amiga ou vilã da dieta?


     Sem sombra de dúvidas, a tapioca é hoje um dos alimentos mais discutidos, sendo assunto para discussão dos mais variados tipos de pessoas, desde blogueiras a profissionais da área da saúde como nutricionistas, médicos e educadores físicos.

     A tapioca sempre foi um alimento consumido, principalmente na região nordeste. Porém de um tempo pra cá seu consumo aumentou significativamente e hoje está em os queridinhos da galera "fitness". 
     Acontece que de uns tempos pra cá muito se fala da ação pró-inflamatória do glúten (proteína de alguns cereais, tendo como o maior representante o trigo, que é ingrediente principal para pães e diversas massas). Junto com isso veio o advento do instagram, a geração fitness e junto as blogueiras, que normalmente não têm conhecimento em nutrição e falam muita coisa sem embasamento teórico.
     Pronto, juntou tudo isso e virou moda a dieta Gluten Free, muito disseminada pelas blogueiras fitness. Para substituir o pão, que é cheio de glúten, começaram a usar a tapioca como alternativa. E algumas pessoas começaram a "endeusar" esse alimento e listá-lo como um dos melhores carboidratos para quem treina.

Será que é assim mesmo? Não!

     Primeiramente, vou falar de um conceito importante para a compreensão disso tudo: Índice glicêmico (IG). O IG nada mais é que o índice que determina a velocidade em que a glicose é liberada no sangue após comer determinado alimento. Quanto mais rápida for essa liberação, maior o IG (e vice-versa).

     A tapioca contem basicamente carboidrato e água na sua composição e é extremamente fácil de digerir. É pobre em proteínas, gorduras, fibras, vitaminas e minerais. Consequentemente o IG é altíssimo, aumentando rapidamente a glicose no sangue e promovendo um pico de insulina, o hormônio mais anabólico do corpo humano (e anabolismo é crescimento CELULAR, não de massa muscular. Ganhar gordura também é anabolizar, não confundam.) e impedindo a quebra da gordura, visto que a insulina além de ser anabólica é um hormônio contrarregulatório de hormônios lipolíticos (aqueles que estimulam a quebra da gordura).

     Além do mais, muitas pessoas comem tapioca com manteiga achando que é melhor que o pão. Lembrando, insulina é o hormônio que leva tudo para as células, certo? Imagina só encher seu sangue com insulina e ainda dar de brinde um monte de gordura pra estocar, que lindo (SÓ QUE NÃO)...

     Já o pão (tanto branco quanto integral) tem todos os nutrientes que faltam na tapioca (e ainda tem menos carboidrato). O problema maior do pão é o fator inflamatório do glúten e a farinha de trigo simples que é encontrada no pão branco e em alguns integrais.

Masssss, como tudo na nutrição depende de uma série de fatores, vamos ao lado positivo da tapioca:

     Para quem treina (treino intenso, por favor), a tapioca é uma excelente opção de refeição pós treino, na qual o ideal é comer um carboidrato simples para repor o glicogênio - um dos estoques de energia que temos - que foi perdido durante a sessão de treinamento. A insulina é um ativador da mTOR, fator de transcrição gênica que estimula a síntese proteica (hipertrofia). Então você sai rapidamente de um estado catabólico (treino) para um estado anabólico! Importante lembrar que a refeição pós treino deve sempre conter proteínas, para a recuperação muscular (e também para ativar a mTOR e estimular o anabolismo dos músculos).

     A tapioca pode ser uma boa opção de café da manhã, quando você sai de um estado de jejum e precisa novamente entrar em "modo anabólico". Mas para otimizar isso, é bom combinar a tapioca com fontes de proteína, fibras e gorduras boas! Uma boa opção é tapioca com ovo, chia e castanhas, por exemplo. 

Acho que deu pra entender que a tapioca nada mais é que um alimento. Não é um alimento a ser evitado e muito menos a ser glorificado, é pra ser usado como tem que ser usado, quando tem que ser usado e quanto tem que ser usado!

Procurem sempre profissionais da saúde para te ajudar a atingir seu objetivo com saúde!!

Luiz Fernando M. Rodrigues
@luiz_fmr

3 comentários:

  1. Muito legal o post. Adorei saber um pouquinho mais sobre a tapioca e os benefícios e males também né! Beijos, Samira

    www.blogdojeitoqueda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. seguindo segue de volta, bjos e adorei o post!

    ResponderExcluir
  3. Oii Eve, adoro tapioca e sempre pensei que fosse mais "saudável" que pão em todas as refeições :p, adorei saber dessas curiosidades!
    Vou adorar fazer o projeto 6 on 6 com vocês e as meninas!
    Beijos!
    primaverade99.wordpress.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário! S2